Voltar para o topo

Câncer de ovário: conheça essa condição

O câncer de ovário é a segunda neoplasia (câncer) ginecológica mais comum entre as mulheres, especialmente aquelas com mais de 50 anos.1


Durante a fase inicial, a doença pode ser silenciosa, não manifestando sintomas específicos, o que muitas vezes dificulta seu diagnóstico.1


Aqui, iremos explorar as principais dúvidas relacionadas a esta condição.


Siga a leitura para conferir!


Quais são os sintomas?

Como mencionado anteriormente, no início, as mulheres com câncer de ovário costumam ter sintomas vagos e pouco específicos, que podem ser confundidos com um mal-estar. 2


Eles variam de mulher para mulher,2 mas é bom se atentar para:



Como é feito o diagnóstico? 

Ainda não existe nenhum método totalmente eficaz no diagnóstico precoce do câncer de ovário. 2,3,4


Nesse caso, toda mulher com quadro clínico sugestivo de câncer de ovário deve ser submetida a um exame físico ginecológico, laboratorial e de imagem.2,3,4


Essa suspeita surge principalmente a partir de consultas de rotina com ginecologistas. Daí a importância de manter o acompanhamento em dia.


Quando e com que frequência ir ao ginecologista

É indicado que a primeira consulta ginecológica aconteça por volta dos 10 anos, quando surgem os primeiros sinais da puberdade, independentemente da ocorrência da menarca (primeira menstruação).


Depois disso, as mulheres devem realizar consultas anuais com o ginecologista, principalmente se perceberem algo diferente.5


Aquelas que têm histórico familiar de câncer de ovário, é aconselhável que busquem orientação por volta dos 20 anos com um especialista para entender seu risco.